Parto Normal

Parto Normal

No Brasil, em partos pela rede particular, mais de 80% são realizados por cesariana. Mas, apesar desse índice, o Parto Normal é melhor em quase todos casos. Deve-se indicar Parto Cesárea eletivo (com data e hora marcada) apenas em poucas situações, por exemplo, quando houver placenta prévia centro total ou parcial (placenta sobre o colo do útero), situação transversa do bebê (a cabeça ou a nádega do bebê não estão encaixados na bacia materna), algumas exclusivas infecções maternas, ou no caso de a paciente já ter sido submetida a dois partos cesáreas anteriores (iteratividade). Mas não podemos esquecer que o Parto Cesárea salva muitas vidas, quando bem indicado. 

Muitas pacientes referem não desejar o Parto Normal por medo da dor durante o trabalho de parto, pelo receio de alargamento da vagina após o parto e pelo desejo na escolha da data do parto. 

A dor do trabalho de parto pode ser aliviada quase que totalmente com a analgesia, que é a realização de anestésico em doses mais baixas, aliviando a dor, mas mantendo todos os movimentos da paciente. Para pacientes que não desejam analgesia existem outras alternativas, como imersão em água quente, massagens e posições maternas específicas, que também causam alívio da dor. 

O alargamento vaginal depende mais do colágeno (substância que dá sustentação da pele e demais tegumentos do corpo) da paciente que da via de parto. Portanto é possível ser submetida a um Parto Normal e não apresentar perda urinária e “vagina larga”.

O recém nascido de Parto Cesárea eletivo, mesmo quando este é realizado com 39 semanas (data estipulada para partos eletivos), pode nascer com dificuldade respiratória ou demais complicações, por esse bebê não apresentar maturidade ideal no momento desse parto. 

Portanto, o Parto Normal é muito benéfico para o binômio (mãe – bebê). Só é necessário elucidar todas as dúvidas e se preparar para o Parto Normal durante o Pré Natal, sentindo essa mágica sensação no momento.


Comente isso! Comentar

  • Não existem comentários ainda, clique em comentar e seja o primeiro!