Abortamento Habitual

Abortamento Habitual

É comprovado que pacientes com mais de 35 anos têm a fertilidade reduzida e têm maior risco de abortamento.

Pacientes que apresentem abortamento habitual precisam ser investigadas quanto acometimento de algumas patologias que podem levar a esse quadro e também acompanhar em um Pré Natal de Alto Risco adequado, para melhorar o prognóstico da gestação.

As trombofilias são causadoras de abortamento habitual e são facilmente acompanhadas no pré natal quando diagnosticadas, para evitar o desfecho ruim.  

A insuficiência istmo cervical também é uma causa de abortamento habitual, que pode ser resolvida no início da gestação com a realização da circlagem uterina, uma cirurgia feita no colo uterino com o intuito de evitar a dilatação do colo precocemente; melhorando muito a ansiedade materna e o prognóstico do bebê.

Concluindo, uma adequada avaliação da gestante e do seu histórico traz o benefício de uma gestação mais tranquila e com um melhor desfecho. 


Comente isso! Comentar

  • Não existem comentários ainda, clique em comentar e seja o primeiro!